"Somos favoráveis a uma reforma do Conselho de Segurança que inclua o Brasil como membro permanente", disse presidente português

Portugal, que foi eleito nesta terça-feira para um mandato de dois anos como membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU, vai trabalhar por uma reforma no órgão que dê ao Brasil um assento permanente, afirmou o primeiro-ministro português José Sócrates.

"Somos favoráveis a uma reforma do Conselho de Segurança que inclua o Brasil como membro permanente," disse Sócrates a jornalistas em Lisboa.

"Nossa posição é conhecida. Defendemos uma reforma que aumente a representatividade no Conselho de Segurança," disse Sócrates depois da escolha de Portugal como membro não permanente para 2011 e 2012.

Ao lado de Portugal, Colômbia, África do Sul, Índia e Alemanha também foram eleitos nesta terça-feira como novos membros não permanentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.