Portugal pede criação de organismo mais amplo que G20

Lisboa, 19 mar (EFE).- Portugal propôs hoje aos líderes europeus a criação de um organismo multilateral mais amplo e com maior consenso internacional que o Grupo dos Vinte (G20, os países ricos e os principais emergentes) para discutir a crise econômica e outras grandes questões mundiais.

EFE |

Uma carta do primeiro-ministro português, José Sócrates, divulgada hoje pela imprensa oficial portuguesa, defende a criação de um novo "mecanismo multilateral" que reúna um número maior de países e represente os organismos regionais da África, América Latina, Ásia e Golfo Pérsico.

A mensagem é destinada, por ocasião da reunião do G20 em 2 de abril, em Londres, ao presidente da Comissão Europeia (CE, órgão executivo da União Europeia), José Manuel Durão Barroso; ao primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek - cujo país está na Presidência rotativa do bloco europeu -, e ao chefe do Governo britânico, Gordon Brown.

Sócrates considera "essencial" ampliar a base do consenso internacional para buscar soluções à crise econômica e à reforma do sistema financeiro internacional, e acha que é preciso promover "uma efetiva multilateralização do trabalho do G20.

Este é um "fórum privilegiado" no qual a UE tem que participar e apresentar propostas, mas também deveria promover com o Banco Mundial a criação do novo organismo, com um mandato não limitado à atual crise, afirma Sócrates. EFE ecs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG