Portugal formará profissionais da Justiça no Timor-Leste

Jacarta, 22 ago (EFE).- Portugal e Timor-Leste assinaram dois acordos de cooperação na área de Justiça, coincidindo com a visita do ministro português do ramo, Alberto Costa, a Díli, informou hoje a Direção Nacional de Informação do Timor-Leste.

EFE |

O primeiro destes acordos contempla o envio de assistência técnica portuguesa ao país para formar o pessoal do Ministério da Justiça e oferecer assessoria na confecção do marco legislativo do país.

O outro acordo se refere à formação de juízes, promotores e advogados do Estado por parte de profissionais portugueses, dentro de uma iniciativa mais ampla que está desenvolvendo o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (UNDP) neste âmbito.

Este último projeto conta com um orçamento de US$ 3 milhões para o biênio 2006-2008, fornecido por países como Austrália, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Irlanda, Noruega, Portugal e Suécia.

Alberto Costa chegou ontem pela tarde a Díli, na primeira visita oficial de um ministro da Justiça português ao Timor-Leste.

Após ser recebido pelo presidente e prêmio Nobel da Paz, José Ramos Horta, o ministro, que permanecerá três dias no país, foi para o Palácio de Governo, onde se reuniu com o primeiro-ministro do país, Xanana Gusmão, e assinou os dois acordos de cooperação. EFE jpm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG