Portugal diz que ficará com 2 presos de Guantánamo

LISBOA - Por razões humanitárias, Portugal receberá dois sírios que se encontram detidos na base naval americana de Guantánamo (Cuba), informou o Ministério de Assuntos Exteriores do país.

EFE |

"O Ministério de Assuntos Exteriores e o Ministério da Administração Interna confirmam a decisão do Governo português de acolher em Portugal dois sírios detidos em Guantánamo", destaca uma nota à imprensa.

O comunicado ressalta que a decisão concilia "as diferentes vertentes da questão", como a "vertente humanitária e das relações externas, a salvaguarda dos aspectos relacionados à segurança e as perspectivas de sucesso na integração dos ex-detidos selecionados".

Portugal foi o primeiro dos membros da União Europeia (UE) a oferecer asilo a alguns dos 229 estrangeiros presos em Guantánamo. Depois, Espanha, França, Irlanda, Reino Unido e Itália também se dispuseram a ajudar os EUA.

Leia mais sobre Guantánamo

    Leia tudo sobre: guantánamo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG