LONDRES (Reuters) - Os portos de petróleo de Supsa e Batumi, na Geórgia, usados para escoar o petróleo do Azerbaijão,estão operando parcialmente, enquanto o porto de Poti não está funcionando, disse um agente da marinha mercante na segunda-feira. A redução das atividades se deve ao conflito entre a Geórgia e a Rússia e também a uma explosão que aconteceu na semana passada no oleoduto Baku-Tbilisi-Ceyhan, na Turquia. A explosão não teve nenhuma relação com o conflito. O oleoduto leva petróleo bruto vindo do Azerbeijão.

'Supsa começou a funcionar e agora acumula carregamentos para alguns navios, mas nenhum ancorou ainda', disse o agente.

'Batumi está operando parcialmente, com somente um ancoradouro, somente para carga. Navios-tanque ainda estão fora dos limites do porto, nenhum chegou ainda.'

'Poti não está funcionando. Tecnicamente, não teria problema de começar, mas os estivadores não se sentem seguros o suficiente.'

A Geórgia disse que bombardeios russos danificaram o porto.

Cerca de 200 mil barris de petróleo e produtos derivados de petróleo entram e saem do Azerbaijão para a Europa via Batumi.

Em Poti, são 100 mil barris por dia, de acordo com fontes do setor.

(Reportagem de Alex Lawler)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.