Porto Rico confirma 1ª morte pela gripe

San Juan, 14 jul (EFE).- O governador de Porto Rico, Luis Fortuño, confirmou hoje, em entrevista coletiva, a primeira morte de um cidadão da ilha por causa da gripe suína, um homem de 27 anos que morreu em Bayamón, localidade da área metropolitana de San Juan.

EFE |

Fortuño disse que já é "óbvio o contágio de pessoa a pessoa" do vírus na ilha e que estão sendo investigadas mais "oito mortes" em Porto Rico que poderiam ser pela gripe suína. Além disso, há 290 casos prováveis.

O governador também confirmou que aumentou o nível de alerta na ilha de grau 4 para 5, entre outras medidas.

Fortuño ressaltou que a confirmação da morte foi possível graças à aprovação pelo Centro para o Controle das Doenças (CDC, sigla em inglês), com sede em Atlanta (EUA), para que os exames de confirmação pudessem ser feitos em Porto Rico.

O governador ressaltou que o vírus já está na ilha e que é o momento de tentar minimizar sua repercussão.

O primeiro caso registrado da gripe suína em Porto Rico foi confirmado em 25 de maio, em um homem de 39 anos que percorreu o Caribe a bordo de um cruzeiro.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE arm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG