Porta-voz polonês diz que mantêm planos de enterro de Kaczynski

Varsóvia, 16 abr (EFE).- O porta-voz presidencial polonês, Jacek Sasin, informou hoje que não estão previstas mudanças nos atos do enterro do casal Kaczynski, previsto para o próximo domingo na Cracóvia, apesar dos efeitos da nuvem de cinza vulcânica e dos protestos pelo local escolhido para o sepultamento.

EFE |

Sasin explicou que uma possível mudança nos planos só seria provocada por uma situação "extrema".

Enquanto isso, os principais aeroportos da Polônia, com exceção do da Cracóvia e de Rzeszow, no sul do país, permanecem fechados ao tráfego aéreo devido à nuvem de cinza expelida pelo vulcão islandês, como informou à agência aeroportuária da Polônia.

Nas próximas horas, a situação poderia piorar e dificultar a chegada dos chefes de Estado e de Governo de todo o mundo, incluindo o presidente americano Barack Obama, à cerimônia de domingo na Cracóvia.

Às vésperas do sepultamento persistem os protestos contra a decisão do cardeal cracoviano Stanislaw Dziwisz de enterrar o casal presidencial no castelo de Wawel, lugar onde repousam monarcas e grandes personalidades históricas da Polônia.

Muitos cidadãos consideram que Kaczynski não merece ser enterrado nesse local.

Nas três últimas noites, centenas de pessoas estão concentradas em frente à cúria da Cracóvia para protestar pela decisão. EFE nt-jcb/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG