Porta-voz diz que Putin salvou Rússia da quebra de Gorbachev

Dmitri Peskov respondeu às críticas feitas pelo ex-presidente soviético. Gorbachev disse que Putin deveria deixar o poder agora

EFE |

Reuters
Mikhail Gorbachev: líder da abertura na Rússia disse que três mandatos de Putin já são mais do que suficientes
O porta-voz de Vladimir Putin, Dmitri Peskov, respondeu neste domingo às críticas feitas pelo ex-presidente soviético Mikhail Gorbachev no último sábado, as quais aconselhava o primeiro-ministro russo a apresentar sua renúncia.

Entenda o caso: Gorbachev pede a Putin que deixe o poder

Críticas a Putin: Protesto contra eleição reúne milhares de pessoas na Rússia

"Um ex-líder de um país tão imenso, que na realidade ele conseguiu quebrar, propõe a renúncia da pessoa que salvou a Rússia deste mesmo destino", disse Peskov em entrevista para um programa de televisão estatal.

Gorbachev aconselhou o primeiro-ministro russo a apresentar sua renúncia após os grandes protestos realizados no último sábado, quando milhares pessoas voltaram às ruas da capital russa para protestar contra a fraude governista nas eleições parlamentares.

"Aconselharia Vladimir Putin a deixar o poder agora. Completou três mandatos, dois como presidente e um como primeiro-ministro. Já basta", disse o pai da "Perestróica" à emissora de rádio "Eco de Moscou".

Além de aconselhar a renúncia de Putin, Gorbachev lembrou que ele mesmo tomou essa atitude há 20 anos, quando anunciou a quebra da URSS e sua saída do poder. Segundo o ex-presidente, Putin deveria fazer o mesmo para "salvar tudo de positivo que tenha feito".

Putin, que qualificou a desintegração do império soviético como "a maior catástrofe geopolítica do século 20", criticou Gorbachev na última semana por permitir a desintegração da União de Repúblicas Socialistas Soviéticas em 1991.

    Leia tudo sobre: Vladimir PutinMikhail GorbachevRússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG