Porta-voz de Morales renuncia e diz que Governo precisa de choque de gestão

La Paz, 1º abr (EFE).- Álex Contreras, porta-voz do presidente da Bolívia, Evo Morales, renunciou hoje ao cargo de forma irrevogável.

EFE |

Antes de deixar o posto, o funcionário disse que o Governo precisa de "um choque de gestão" e que os movimentos sociais devem ser "os guardiães" da mudança na Bolívia.

Contreras, um dos colaboradores mais próximos de Morales e seu porta-voz desde janeiro de 2006, quando o então líder indígena chegou ao poder, leu sua carta de renúncia no Palácio de Governo, diante dos meios de comunicação.

A renúncia do funcionário, segundo o próprio reconheceu, acontece em meio à "difícil conjuntura" do país, que se encontra dividido entre o projeto constitucional de Evo Morales e as reivindicações de autonomia de várias regiões opositoras. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG