Metropolis - Mundo - iG" /

Portão de Brandemburgo é pano de fundo para projeção do clássico Metropolis

Berlim, 12 fev (EFE).- O Portão de Brandemburgo foi hoje o pano de fundo para uma projeção ao ar livre do mítico filme Metropolis em sua versão mais íntegra no Festival Internacional de Cinema de Berlim.

EFE |

O jornal "Süddeutsche Zeitung" distribuiu sacos de pipocas entre os presentes, os berlinenses melhor preparados compareceram com cadeiras portáteis, garrafas térmicas de café quente e cobertores, e os outros milhares de cidadãos e visitantes concentrados se receberam como puderam para o filme de 147 minutos.

A ideia de projetar "Metropolis" em plenário fevereiro - mês mais frio em anos - foi do diretor do Festival de Berlim, Dieter Kosslick. A versão original do filme foi conseguida graças à cópia encontrada há dois anos no Museu do Cinema de Buenos Aires, a mais parecida até agora à estreada por Fritz Lang em 1927.

Assim foi, de acordo ao previsto, foi exposto o pano de fundo no Portão concebido pela artista coreana Christina Kim, em material reciclável em frente ao emblemático monumento.

Acompanhada ao vivo pela Orquestra Sinfônica da Rádio de Berlim, a projeção ao ar livre era um complemento cidadão com que Kosslick e o prefeito-governador Klaus-Wowereit quiseram dar categoria popular ao evento.

A nova versão foi reconstruída em uma árdua tarefa que durou ano e meio a partir da cópia achada em Buenos Aires em 2008, e dura 25 minutos mais que a edição conhecida até hoje dessa parábola futurista sobre a repressão operária. EFE gc/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG