Porsche pede ao prefeito de Londres que anule aumento da taxa de circulação

Londres, 3 mai (EFE).- A fabricante de automóveis de luxo Porsche pediu hoje ao prefeito eleito de Londres, Boris Johnson, que cumpra sua promessa de anular o aumento de até 25 libras (mais de US$ 48) da taxa de circulação pelo centro de Londres que seria aplicada aos veículos mais poluentes.

EFE |

A marca alemã, que iniciou um processo legal para impedir a nova medida, que prejudicaria os motoristas de seus automóveis, lembrou que a oposição a essa taxa foi um dos pontos fortes da campanha do candidato conservador, e que por isso ele deve fazer alguma coisa.

O prefeito em final de mandato, o trabalhista Ken Livingstone, introduziu em 2003 um pedágio que atualmente está em 8 libras (US$ 15) para a circulação pelo centro de Londres nos dias úteis.

A partir de outubro, está estipulado que o pedágio suba para até 25 libras só para os automóveis mais poluentes e outros veículos de grande porte.

"As eleições representam a rejeição a propostas extremas, como o injusto imposto de 25 libras aos motoristas" desse tipo de veículo, disse hoje o diretor da Porsche no Reino Unido, Andy Goss, que se ofereceu para colaborar com o novo prefeito.

Goss lembrou que Johnson "deixou claro que iria retirar o novo imposto e desenvolver em seu lugar outras iniciativas sensatas para o transporte". EFE jm/rr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG