Pornografia infantil leva 34 para a cadeia na Espanha

Madri, 15 dez (EFE).- Trinta e quatro pessoas foram detidas na Espanha em uma operação contra a pornografia infantil, na qual ainda há outros 23 acusados por posse, distribuição e compra de material de conteúdo pedófilo através de internet, informou hoje a Polícia.

EFE |

Na abertura da operação realizaram-se 41 registros em mais de 20 províncias espanholas nos quais se apreenderam 88 discos rígidos internos de computadores e numerosos CDs e DVDs com mais de 4 milhões de arquivos com material pornográfico infantil.

A operação, segundo a Polícia, reuniu distintas linhas de investigação abertas ao longo deste ano, no qual já são mais de 400 as pessoas detidas por crime de pornografia infantil.

Algumas das detenções foram feitas com colaboração internacional e coordenação com as polícias da Alemanha e do Reino Unido, através da Interpol.

A investigação se concentrou na distribuição e compra com cartões de crédito de material com conteúdo pornográfico de menores em redes de troca de arquivos "P2P", cujo uso é muito difundido na Espanha.

Nos arquivos - fotografias e vídeos que eram distribuídos, e que foram apreendidos pela Polícia - aparecia claramente material de abuso de menores e seus nomes faziam referência direta à pornografia infantil.

Os investigadores puderam identificar quatro usuários espanhóis que haviam adquirido esse material por pagamentos com cartão de crédito de um site que oferecia acesso a um espaço de distribuição de tal conteúdo.

Nos registros praticados, se puderam localizar as imagens que deram início às investigações, assim como centenas de milhares de arquivos pornográficos nos quais aparecem menores, e se apreenderam discos rígidos internos, computadores, DVDs, CDs, laptops e memórias USB. EFE slp/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG