Populares revoltados destroem na Argentina muro para separar ricos de pobres

Os cinco blocos de cimento poderiam fazer lembrar a Cisjordânia, a fronteira mexicano-americana ou uma favela do Rio de Janeiro: uma pequena revolta pôs abaixo um muro nascente que pretendia separar ricos e pobres, a 25 km ao norte de Buenos Aires.

AFP |

Moradores locais se juntaram para impedir o começo da construção do paredão 250 metros de comprimento para separar as cidades de San Isidro e San Fernando, na província de Buenos Aires, desafiando 30 policiais, no bairro carente de "Villa Jardín".


Parte do muro derrubado nesta quinta-feira / EFE

O prefeito Gustavo Posse, de San Isidro - bairro residencial de classe média alta - atendia a pedido feito por 33 proprietários que pediam mais segurança.

Segundo ele, o muro serviria para barrar a entrada de criminosos na região nobre. O prefeito continua defendendo a iniciativa.

Leia mais sobre Argentina

    Leia tudo sobre: argentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG