Doze policiais mantidos como reféns desde ontem por populadores na região peruana de Moquegua (sur) foram libertados há pouco, mas 48 prosseguem como reféns numa igreja, entre eles o comandante da polícia, Alberto Jordán, informou a Defensoria do Povo.

O general Jordán foi feito refém durante violentos choques ocorridos na manhã de hoje em torno da ponte de Montalvo, na rodovia Pan-Americana, bloqueada por manifestantes.

A população de Moquegua exige do governo uma divisão mais equitativa do imposto cobrado à mineradora Southern Peru, controlada pelo Grupo México, que explora jazidas de cobre na região.

rm/cd/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.