Nova Délhi, 25 dez (EFE).- Pelo menos seis operários morreram, vários ficaram feridos e 50 desapareceram na queda de uma ponte em construção no estado indiano do Rajastão (noroeste), informaram as agências indianas.

A construção, que ligaria os municípios de Kota e Udaipur e era feita sobre o rio Chambal, desabou ontem por causas desconhecidas, quando cerca de cem operários trabalhavam no local.

As equipes de resgate continuam trabalhando na busca por desaparecidos, que, de acordo com as autoridades, podem estar presos sob os escombros ou foram arrastados pela correnteza do rio.

Membros do Exército e mergulhadores indianos ajudam nos trabalhos de resgate, que foram dificultados pelas más condições meteorológicas, informou o chefe do distrito de Kota, T. Ravikant.

Segundo Ravikant, alguns dos feridos estão em estado crítico.

Dois responsáveis da companhia encarregada do projeto foram detidos e estão sob custódia da Polícia, informou o comissário P.L. Agarwal, citado pela agência indiana "PTI".

O governador do Rajastão, Ashok Gehlot, visitou o lugar do acidente e anunciou o pagamento de indenizações de 200.000 rúpias (US$ 4.300) para as famílias dos mortos e de 50.000 a 100.000 rúpias (US$ 1.000 e US$ 2.100) para os feridos, segundo a agência "Ians".

A construção da ponte, de 1,4 quilômetro, começou em 2007, com um orçamento de 2,3 bilhões de rúpias. A previsão era que terminasse em 2011. EFE mb/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.