Varsóvia, 25 jan (EFE).- Varsóvia recebeu hoje a primeira feira sobre o divórcio, um evento que pretende ajudar os casais que desejam se separar a fazer isso o mais rápido possível e sem complicações emocionais e econômicas, informou um dos organizadores da exposição, inédita na católica Polônia.

Entre os expositores havia agências de detetives, firmas de advocacia especializadas em questões matrimoniais, centros de mediação para casais, laboratórios de análise de DNA, e até mesmo uma sexóloga.

"Queremos que as pessoas que tomam sozinhas a decisão de se divorciar possuam toda a informação possível", afirmou o alemão Christopher Pruefer, um dos responsáveis da feira e co-fundador da empresa Added life Value, que oferece, há anos, serviços relacionados com o divórcio em vários países.

"As pessoas que solicitam nossos serviços buscam principalmente advogados e conselho legal", acrescentou Pruefer, que lembrou que, na maioria dos países nos quais a companhia está presente, com exceção de na China, normalmente não é possível se divorciar sem a ajuda de um advogado.

O evento teve sua primeira edição na Polônia, onde a "moda do divórcio" se torna cada vez mais evidente, apesar de 98% da população ser católica e de a Igreja manter ainda uma posição relevante na sociedade.

Pruefer, no entanto, destaca que, se duas pessoas querem dar por encerrado o casamento, é perfeitamente lógico fazê-lo e muito melhor se isso acontece com boa assessoria e informação. EFE nt/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.