Polônia quer seu próprio escudo antimísseis

Varsóvia, 8 set (EFE).- O ministro da Defesa polonês, Bogdan Klich, assegurou hoje que a Polônia pretende ter seu próprio escudo antimísseis, independente das bases americanas, com o objetivo de evitar ataques de países vizinhos.

EFE |

"Para nós, é uma prioridade contar com um escudo antimísseis polonês, capaz de rejeitar mísseis inimigos de médio e curto alcance", disse Klich.

O Ministério da Defesa considera que os mísseis americanos tipo Patriot são os mais apropriados para configurar este escudo polonês, que poderia anular eventuais agressões de territórios vizinhos.

As autoridades americanas entregarão uma plataforma de lançamento de mísseis Patriot à Polônia como compensação pelo recente acordo que autorizou os EUA a desdobrarem em território polonês seu sistema antimísseis.

Polônia e EUA acordaram então a possibilidade de que o Exército polonês possa adquirir no futuro mais sistemas Patriot a um preço menor, para configurar assim seu próprio escudo.

O ministro da Defesa fez estas declarações durante a inauguração da 16ª edição da Feira Militar de Kielce, um evento internacional em que se reúnem 400 empresas de artigos militares de 22 países. EFE nt/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG