Polônia permitirá que Rússia inspecione sistema antimísseis dos EUA

Varsóvia, 16 ago (EFE).- O Governo da Polônia manteve sua oferta à Rússia de permitir inspeções no escudo antimísseis que os Estados Unidos instalarão em seu território.

EFE |

"Confirmo que nossa oferta à Rússia sobre a possibilidade de inspecionar a base continua sendo atual", destacou hoje o ministro de Assuntos Exteriores polonês, Radoslaw Sikorski, em artigo publicado no jornal "Fakt".

À publicação, o chanceler polonês frisou que o escudo antimísseis americano não é direcionado contra a Rússia.

Durante as negociações com os EUA sobre o sistema antimísseis, o primeiro-ministro da Polônia, Donald Tusk, ofereceu várias vezes a Moscou a possibilidade de inspecionar a base no país, para garantir que o objetivo do instrumento é poder dar uma resposta aos países do chamado "Eixo do Mal", particularmente o Irã, e não provocar a Rússia, como diz o Kremlin.

Polônia e EUA assinaram na quinta-feira um acordo para a criação de um escudo antimísseis em território polonês, após anos de negociações nas quais Varsóvia reivindicava cooperação militar como compensação por ser a sede de um projeto balístico americano.

A expectativa é que Washington instale dez mísseis de interceptação no território polonês perto de Stolp (norte) e que reforce sua cooperação militar com Varsóvia, mediante a entrega à Polônia de mísseis de defesa antiaérea do tipo Patriot. EFE ih/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG