Polônia, Lituânia e Ucrânia propõem missão internacional no Cáucaso

Varsóvia, 11 ago (EFE).- Polônia, Lituânia e Ucrânia propõem uma missão internacional de paz no Cáucaso liderada pela União Européia (UE) assim que for alcançado um cessar-fogo nas regiões da Ossétia do Sul e da Abkházia, na Geórgia.

EFE |

O chefe de Estado polonês, Lech Kaczynski, fez a proposta ao presidente semestral da UE, o francês Nicolas Sarkozy, em conversa telefônica, informou hoje o escritório presidencial em Varsóvia.

A iniciativa, elaborada em conjunto com os presidentes de Lituânia e Ucrânia, Valdas Adamkus e Victor Yushchenko, respectivamente, está condicionada à aprovação de um cessar-fogo de todas as partes em conflito.

O subchefe do escritório presidencial polonês, Piotr Kownacki, anunciou que, caso fosse acordada a tal missão européia, a Polônia, "com certeza", participaria dela.

Kownacki viajará hoje à tarde a Tbilisi para expor a proposta ao presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili.

Segundo o jornal "Gazeta Wyborcza", o plano dos três presidentes inclui o controle internacional do túnel de Roki na fronteira entre Geórgia e Rússia, ajuda humanitária para o primeiro país, assim como uma conferência internacional sobre o futuro da nação. EFE ih/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG