Polônia exige mais concessões dos EUA para instalar escudo antimísseis

O primeiro-ministro polonês Donald Tusk exigiu nesta sexta-feira novas concessões dos Estados Unidos em termos de segurança como contrapartida pela instalação de elementos de um sistema de defesa antimísseis.

AFP |

"Não temos a intenção de acelerar nem de frear as conversações, estamos dispostos a cooperar, mas esperamos uma resposta do lado americano", declarou Donald Tusk em entrevista coletiva.

"Podemos dar nossa aprovação a qualquer momento, amanhã, em uma semana, em um mês, desde que tenhamos garantias reais para nossa segurança", acrescentou.

"Na minha opinião, as negociações continuam".

As declarações foram feitas um dia depois de uma conversa telefônica de Donald Tusk com o vice-presidente americano, Dick Cheney, e anúncios contraditórios sobre o estágio das negociações.

Os Estados Unidos têm o projeto de implantar na Europa central até 2013 dois elementos do escudo antimísseis para proteger seu território contra eventuais ataques de países como o Irã.

No total são 10 mísseis interceptores, que seriam instalados em Slupsk, norte da Polônia, e uma estação radar na República Tcheca.

mrm-jlt/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG