Polônia espera que EUA confirmem renúncia a escudo antimísseis

Varsóvia, 17 set (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores polonês, Radoslaw Sikorski, disse hoje que a Polônia espera que a Casa Branca confirme oficialmente sua renúncia ao projeto do escudo antimísseis, uma decisão que, no entanto, já foi antecipada pelo primeiro-ministro tcheco e a imprensa americana.

EFE |

O chefe da diplomacia polonesa disse que, neste momento, Varsóvia e Washington negociam o futuro do sistema balístico, e acrescentou que, nas próximas horas, terá uma conversa com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

"A decisão dos Estados Unidos sobre o escudo antimísseis pode ser diferente de que todos esperam", afirmou Sikorski, após se reunir com o primeiro-ministro polonês, Donald Tusk.

O presidente americano, Barack Obama, já comunicou ontem à noite ao primeiro-ministro tcheco, Jan Fischer, sua intenção de retirar o plano de construir uma base de radares na República Tcheca, como confirmou hoje o próprio Fischer, em entrevista coletiva em Praga.

Fontes governamentais polonesas disseram que o presidente dos Estados Unidos tentou uma conversa semelhante com Donald Tusk, mas, aparentemente, problemas técnicos impediram que esta ocorresse e que Obama explicasse pessoalmente ao chefe de Governo polonês sua decisão. EFE nt/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG