Polônia e EUA não chegam a acordo sobre escudo antimísseis

Varsóvia, 4 jul (EFE) - O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, anunciou hoje que a Polônia não aceitará abrigar componentes do sistema de Defesa contra Mísseis dos Estados Unidos enquanto o país não for adequadamente compensado, o que transforma a Lituânia em alternativa para este plano.

EFE |

"A oferta dos Estados Unidos foi insuficiente até agora, porque não garante nossa segurança se nos transformarmos em sede de seu sistema balístico", disse Tusk em entrevista coletiva, na qual lamentou a falta de acordo, após um ano de negociações, embora tenha se mostrado aberto a novas propostas.

"Queremos seguir conversando com os EUA e esperamos uma resposta a estas exigências sobre segurança", acrescentou o dirigente polonês, que considera que as negociações com Washington ainda não chegaram ao fim. EFE nt/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG