Político sunita fica ferido após tentativa de assassinato no Iraque

Bagdá, 12 fev (EFE).- Um político sunita ficou hoje gravemente ferido após sofrer uma tentativa de assassinato na cidade de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram fontes policiais.

EFE |

Akram Khalaf, membro do Movimento Nacional para a Reforma e o Desenvolvimento, que participou das eleições provinciais de 31 de janeiro, foi baleado na cabeça e no ombro.

Segundo as fontes, um homem armado abriu fogo contra Khalaf no centro de Mossul.

Khalaf foi levado ao hospital consciente, mas seus ferimentos são muito graves, disseram as fontes à Agência Efe.

Este ataque se junta aos assassinatos em Mossul de outros dois políticos sunitas, Abdel Karim al-Sharari, um dos dirigentes da Conferência do Diálogo Nacional, que morreu hoje, e Ahmed Fathi al-Jabouri, que faleceu ontem.

Por enquanto, nenhum partido ou grupo assumiu a autoria de nenhum dos três atentados.

Também em Mossul, capital da província de Ninawa, pelo menos quatro policiais iraquianos morreram e outros dois ficaram feridos hoje devido à explosão de um carro-bomba na passagem de sua patrulha. EFE sy/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG