Bagdá, 12 fev (EFE).- Um político sunita ficou hoje gravemente ferido após sofrer uma tentativa de assassinato na cidade de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram fontes policiais.

Akram Khalaf, membro do Movimento Nacional para a Reforma e o Desenvolvimento, que participou das eleições provinciais de 31 de janeiro, foi baleado na cabeça e no ombro.

Segundo as fontes, um homem armado abriu fogo contra Khalaf no centro de Mossul.

Khalaf foi levado ao hospital consciente, mas seus ferimentos são muito graves, disseram as fontes à Agência Efe.

Este ataque se junta aos assassinatos em Mossul de outros dois políticos sunitas, Abdel Karim al-Sharari, um dos dirigentes da Conferência do Diálogo Nacional, que morreu hoje, e Ahmed Fathi al-Jabouri, que faleceu ontem.

Por enquanto, nenhum partido ou grupo assumiu a autoria de nenhum dos três atentados.

Também em Mossul, capital da província de Ninawa, pelo menos quatro policiais iraquianos morreram e outros dois ficaram feridos hoje devido à explosão de um carro-bomba na passagem de sua patrulha. EFE sy/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.