Político iraniano acusa EUA por atentado em mesquita

O vice-governador da província de Sistão Baluchistão acusou os Estados Unidos de ter recrutado os autores do atentado de quinta-feira contra uma mesquita xiita no Irã, que matou 23 pessoas, informa agência Fars.

AFP |

"Prendemos três pessoas envolvidas no atentado terrorista", declarou o vice-governador, Jalal Sayah.

"Segundo as informações obtidas, foram recrutadas pelos Estados Unidos e pelos agentes da arrogância", completou.

O atentado suicida durante a oração de quinta-feira à tarde na mesquita xiita de Amir al-Momenin, em Zahedan, capital da província de Sistão Baluchistão, matou 23 pessoas e feriu outras 25.

hif-jds/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG