Tamanho do texto

Copenhague - O deputado do direitista Partido do Progresso norueguês Ulf Erik Knudsen cumpriu uma promessa feita há sete anos de comer pantufas velhas caso as despesas da nova Casa da Ópera, inaugurada no último dia 12, não ultrapassassem 10 bilhões de coroas norueguesas (1,3 bilhão de euros).

Knudsen foi na noite desta quinta-feira a um programa de televisão ao vivo da emissora pública "NRK1", no qual foi surpreendido quando lhe mostraram em um prato pantufas cozidas com molho de chocolate, que ele comeu diante das câmaras.

"Não sabia de nada e não foi uma grande experiência. Percebi que elas estavam muito usadas, pareciam as pantufas de um avô", declarou hoje o político à agência norueguesa "NTB".

A Casa da Ópera teve um custo total de pouco menos de 4 bilhões de coroas (cerca de 500 milhões de euros), mas Knutsen assegurou que suas palavras tinham sido mal-interpretadas.

"O que eu disse foi que comeria minhas pantufas se as obras de toda a Bjørvika custassem mais de 10 bilhões, não apenas a Ópera", disse o político, em referência ao porto de Oslo onde está a Casa da Ópera.

Knudsen, de 44 anos e deputado do Partido do Progresso desde 1997, cumpriu, no entanto, o que tinha prometido, apesar de as pantufas que lhe serviram não serem as suas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.