Político austríaco dirigia a 142 km/h quando sofreu acidente fatal

VIENA - O político ultranacionalista austríaco Jörg Haider dirigia a 142 km/h quando teve o acidente que lhe causou a morte, informou hoje a Procuradoria de Klagenfurt.

EFE |

Essa velocidade é mais que o dobro do permitido no trecho do acidente, onde é proibido circular acima de 70 km/h, informou a televisão pública "ORF".

Além disso, o resultado do relatório pericial sobre os destroços do veículo, que tinha só três meses, indicou que o carro não tinha nenhuma imperfeição que poderia ter causado o acidente.

"Qualquer especulação de que pudesse haver qualquer outra causa que não fosse um acidente estão descartadas", disse Gottfried Kranz, da Procuradoria de Klagenfurt, à agência "APA".

A Polícia informou que Haider perdeu o controle do veículo após fazer uma ultrapassagem e entrar na sua faixa em uma estrada praticamente reta e que não representava especiais dificuldades de condução.

Os investigadores tinham diversas hipótesea para explicar a perda de controle: uma possível falta de visibilidade devido ao nevoeiro, uma cabeçada no volante de poucos segundos e o excesso de velocidade, que parece ter tido papel-chave.

No momento da colisão, Haider voltava de um ato de partido e da comemoração de uma revista, onde esteve acompanhado por seus colaboradores políticos.

O resultado provisório da autópsia descartou que Haider tenha tido um ataque cardíaco, como explicação para a saída do veículo da estrada.

Os danos internos no carro foram tão grandes que, apesar de o político estar com o cinto de segurança e os airbags terem funcionado, era impossível que sobrevivesse ao impacto contra um poste de concreto.

Leia mais sobre: acidentes de carro

    Leia tudo sobre: acidente de carroáustria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG