Política externa não muda após eleições, diz chanceler do Irã

Teerã, 12 jun (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, afirmou hoje que a política externa do país não mudará depois das eleições de hoje, independentemente de quem for eleito presidente.

EFE |

"Os princípios da política externa do Irã estão baseados em pedras fundamentais da República Islâmica", disse Mottaki a jornalistas após votar em Teerã.

Tais princípios foram estabelecidos pelo fundador da República Islâmica, aiatolá Ruhollah Khomeini, estão incluídos na Constituição iraniana e mantidos pelo líder supremo, aiatolá Ali Khamenei, explicou o ministro.

"Os diferentes Governos adotaram posturas diversas em relação à política externa, mas os princípios não mudaram", insistiu.

Em relação ao pleito, Mottaki assegurou que a elevada participação eleitoral - calculada em 75% - terá "um efeito dissuasivo" nos inimigos do Irã e ressaltou que a participação dos iranianos que moram no exterior "triplicou nestas eleições".

Os resultados finais, que devem ser validados pelo influente Conselho de Guardiães, serão divulgados 24 horas após o fechamento dos colégios eleitorais.

Caso nenhum dos quatro candidatos à Presidência iraniana receba mais de 50% dos votos válidos, haverá segundo turno já na próxima sexta-feira. EFE jm-msh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG