Política de McCain com a A.Latina terá mudanças significativas, diz assessor

St Paul (EUA), 4 set (EFE).- O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, fará mudanças significativas na política dos Estados Unidos em relação à América Latina caso seja eleito, disse hoje Otto Reich, ex-secretário de Estado adjunto para a região e atual assessor do senador pelo Arizona.

EFE |

Reich insistiu durante a Convenção Republicana em que as relações dos EUA com a América Latina não serão as mesmas que ocorreram nos últimos oito anos, no Governo de George W. Bush.

O assessor não quis precisar quais mudanças aconteceriam, mas foi categórico ao afirmar que "as relações não serão mais como são, serão bem melhores".

Reich explicou que McCain defende a liberalização do comércio entre a América Latina e os EUA, ao contrário que o que oferece seu rival, o democrata Barack Obama.

"O melhor instrumento para que os Estados Unidos ajudem a América Latina é continuar abrindo os mercados, e não fechá-los, como Obama diz que quer fazer", afirmou.

O ex-secretário de Estado adjunto disse que McCain é um homem que conhece muito bem a América Latina e está muito familiarizado com seus problemas.

Reich lembrou que o candidato republicano viajou à região diversas vezes, a última delas em junho, quando visitou Colômbia e México, enquanto Obama nunca esteve na América Latina. EFE mv/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG