Policial morre em explosão de carro-bomba na Espanha

Um policial morreu na explosão de um carro-bomba nesta sexta-feira de manhã, na região basca da Espanha. A bomba explodiu em um estacionamento a céu aberto, nos arredores da cidade de Bilbao.

BBC Brasil |

A vítima, Eduardo Puelles Garcia, foi encontrada dentro do veículo.

As autoridades acreditam que a bomba foi colocada embaixo do carro, que explodiu poucos minutos depois das 9h00 da manhã, hora local.

O governo regional do País Basco atribuiu o atentado ao grupo separatista basco ETA, que dois anos atrás suspendeu formalmente um cessar-fogo.

Se for confirmada a autoria, terá sido o primeiro ataque fatal do grupo nos últimos seis meses, e o primeiro desde que o Partido Socialista Espanhol assumiu o controle do governo regional, depois das eleições de março.

Na época, o ETA disse que o pleito não havia sido democrático.

A investigação da polícia é seguida de perto pelo primeiro-ministro espanhol, Jose Luis Rodrigues Zapatero, que no momento participa de uma cúpula dos líderes da União Europeia em Bruxelas.

O governo espanhol já havia declarado o processo de paz "terminado" depois que um atentado do ETA causou a morte de dois equatorianos no estacionamento do aeroporto de Madri, em dezembro de 2006.

A campanha separatista do ETA no País Basco, iniciada há 40 anos, já causou a morte de mais de 800 pessoas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG