Um policial grego foi gravemente ferido na madrugada desta segunda-feira em Atenas por tiros de armas de guerra, em uma ação que as autoridades atribuem a um grupo de ultraesquerda.

"Três policiais de guarda diante do ministério da Cultura foram atacados e um foi ferido por dois tiros, no peito e na coxa", afirmou o chefe de polícia, Vasilis Tsiatouras.

Os agressores usaram fuzis kalashnikov e uma arma de 9 mm.

O agente ferido, de 21 anos, foi operado e seu estado é grave, segundo fontes médicas, mas ele não corre risco de morrer, de acordo com fontes policiais.

A polícia grega investiga o grupo de ultraesquerda Luta Revolucionária, que está na lista de organizações terroristas da União Européia (UE).

O ataque aconteceu no bairro de Exarchia, onde um adolescente de 15 anos, Alexis Grigoropoulos, foi morto a tiros por um policial no dia 6 de dezembro, em um incidente que provocou uma onda de protestos violentos em todo o país.

hec-cb/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.