Policial acusado de matar estudante é condenado à prisão perpétua

Em dezembro, Epaminondas Korkoneas disparou contra grupo de jovens no centro de Atenas e acabou matando jovem de 15 anos

AFP |

AFP
Homenagem a Alexandros Grigoropoulos, morto aos 15 anos de idade
O policial grego acusado de ter matado um estudante em dezembro de 2008 em Atenas, capital da Grécia - fato que resultou em protestos e atos de violência urbana que duraram mais de um mês - foi considerado culpado de homicídio intencional nesta segunda-feira e pode ser condenado à prisão perpétua.

O tribunal decidiu por maioria contra o policial Epaminondas Korkoneas, 38 anos, ao destacar o caráter intencional do ato.

O oficial disparou três vezes com a arma de serviço contra um grupo de jovens quando fazia uma patrulha no bairro de Exarchia, no centro de Atenas, na noite 6 de dezembro de 2008. O jovem Alexandros Grigoropoulos, 15 anos, morreu.

A corte, integrada por três juízes e quatro jurados, também decidiu pela cumplicidade do segundo acusado, Vassilios Saraliotis, 32 anos, que fazia a patrulha ao lado de Korkoneas.

O processo foi transferido para Amfissa com o objetivo de evitar mais violência em Atenas, que foi cenário de semanas de distúrbios urbanos após a morte do adolescente.

    Leia tudo sobre: gréciapolicialprotestosmorte de estudante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG