Um grupo de 25 policiais egípcios que foi atacado e seqüestrado por beduínos nesta terça-feira foram libertados logo depois de capturados na península do Sinai, informou uma fonte dos serviços de segurança.

Um caminhão da polícia se dirigia ao ponto de pasagem de Al Oja (Nitzana em hebreu), entre Egito e Israel, quando foi interceptado por três veículos a bordo dos quais estavam os beduínos armados.

Eles detiveram os policiais e os levaram para um lugar desconhecido, mas o libertaram logo em seguida.

A ação foi um protesto contra a morte de um nômade nas mãos da polícia na segunda-feira.

Segundo a agência oficial Mena, o morto era um traficante de drogas.

Centenas de beduínos também se manifesteram nesta terça-feira na península do Sinai, disparando contra o ar e queimando pneus como protesto contra a atuação da polícia.

str-iba/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.