Policiais do Brasil aprendem língua de sinais para ajudarem surdos-mudos

São Paulo, 15 jan (EFE).- Agentes da Polícia Militar de São José do Rio Preto, cidade do interior do estado de São Paulo, estão aprendendo a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para melhorar sua comunicação com pessoas surdas, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

São 31 os policiais que participam do primeiro curso organizado pela Secretaria Municipal dos Direitos e Políticias para Mulheres, Pessoa com Deficiências, Raça e Etnia dessa localidade, situada cerca de 450 quilômetros ao noroeste de São Paulo.

O capitão Nedson Nobre, porta-voz da Polícia Militar na região, explicou que a instituição procura contar com um grupo de agentes capacitados para que "sejam ativados quanto um cidadão com deficiência auditiva precisar".

Conforme a secretária da Mulher, Regina Chueire, se mostrou satisfeita com a atitude da instituição e adiantou que buscará que a iniciativa seja estendida para outros órgãos.

"É gratificante ver a conscientização dos policiais militares, sabemos que vai resultar em uma atenção melhor e mais eficiente para os deficientes auditivos", comentou Chuerie. EFE az/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG