A polícia chinesa matou na região de Xinjiang (noroeste) cinco muçulmanos que treinavam para participar da Jihad (guerra santa), anunciou a agência oficial Nova China.

Os cinco foram mortos na terça-feira quando a polícia atacou seu esconderijo em Urumqi, a capital da região de Xinjiang, de maioria muçulmana.

Quinze pessoas, todas muçulmanas de etnia uigur, se encontravam no esconderijo e ameaçaram usar facas quando a polícia realizou a operação.

kma/mbx/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.