Polícia turca dispersa protesto em cidade afetada por terremoto

Para manifestantes, hotéis onde 11 morreram deveriam ter sido fechados por terem ficado danificados em tremor de outubro

iG São Paulo |

Policiais da tropa de choque lançaram gás lacrimogêneo e usaram cassetetes nesta quinta-feira para dispersar manifestantes irritados com os esforços de ajuda do governo depois que um terremoto, o segundo no leste da Turquia em menos de três semanas , deixou ao menos 11 mortos na cidade de Van.

O confronto aconteceu enquanto equipes de resgate buscavam sobreviventes depois de um tremor de magnitude 5,6 na noite de quarta-feira, na região predominantemente curda, onde mais de 600 foram mortos no grande terremoto de 23 de outubro .

Muitos dos sobreviventes do sismo anterior ainda vivem em acampamentos improvisados a céu aberto e com as temperaturas baixas do outono. O terremoto desta semana cortou a energia na região.

Cerca de 200 manifestantes gritavam pedindo a renúncia do governador da província em uma marcha perto dos dois hotéis da cidade que desabaram no tremor de quarta-feira. Para eles, os dois hotéis deveriam ter sido fechados pelas autoridades por terem ficado danificados no abalo sísmico anterior.

As equipes de socorro resgataram 28 pessoas das ruínas dos hotéis, segundo comunicado da Administração de Emergências e Desastres da Turquia. Dois dos resgatados dos escombros, incluindo um bebê de 1 ano e 4 meses, foram levados para um hospital na capital, Ancara.

O vice-primeiro-ministro, Besir Atalay, que visitou o destruído hotel Bayram, juntamente com o ministro de Relações Exteriores da Turquia, disse que 25 prédios desabaram em Van, dos quais 23 estavam vazios. Só havia pessoas nos dois hotéis.

O dono do hotel Bayram de cinco andares, Aslan Bayram, disse à mídia que especialistas em construção haviam liberado o prédio, de 47 anos, depois do terremoto do mês passado. Um tremor de magnitude 5,6 normalmente não causaria danos significativos, mas milhares de prédios ficaram danificados pelo terremoto de outubro.

*Reuters e AP

    Leia tudo sobre: turquiaterremototremorterremoto na turquia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG