Polícia turca acredita que atentado de Istambul foi obra da Al Qaeda

Ancara, 9 jul (EFE).- A Polícia turca suspeita que o ataque hoje contra o Consulado dos Estados Unidos em Istambul foi obra da rede terrorista da Al Qaeda, disseram à Agência Efe fontes da investigação.

EFE |

"O mais provável é que (os suspeitos) pertenciam à Al Qaeda", disseram estas fontes, que pediram para não serem identificadas e que acrescentaram que a Polícia continua investigando o atentado de hoje e fará uma declaração oficial assim que estiver terminada.

No ataque, que aconteceu às 5h de Brasília, morreram três agentes da Polícia turca e três dos supostos terroristas.

Os atacantes mortos foram identificados como cidadãos turcos, nascidos no leste e no sudeste do país euro-asiático.

A Polícia deteve três pessoas do círculo familiar dos três suspeitos para obter informações sobre os supostos atacantes, dos quais um conseguiu escapar.

Vários canais de televisão turcos disseram, com base em fontes policiais, que os atacantes visitaram antes o Afeganistão, onde receberam treinamento terrorista, e que poderiam ser "células latentes" da Al Qaeda.

Outros meios de comunicação disseram que o veículo com o qual os terroristas viajaram poderia estar cheio de explosivos e que um policial de passagem, que enfrentou os atacantes, evitou um atentado maior. EFE dt/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG