Polícia toma as ruas de Teerã para impedir protestos

Teerã, 21 jul (EFE).- A Polícia iraniana ocupou hoje as principais praças de Teerã para impedir a manifestação que o Movimento Verde convocou em memória da jovem morta durante os protestos contra o resultado das eleições de 12 de junho.

EFE |

A marcha para homenagear Neda Aghasoltan, que morreu há 30 dias ao ser foi atingida por um tiro no peito durante uma passeata na capital iraniana, foi marcada para a tarde desta terça-feira.

Para impedir o protesto, a Polícia ocupou pelo menos quatro praças nas regiões sul e central da cidade. Em todas elas, a movimentação de pessoas e a presença de agentes eram grandes.

Os policiais tomaram esses espaços antes das 16h (9h30 de Brasília), para quando o Movimento Verde marcou o começo da marcha.

Na praça de Hafte Tir, onde costuma haver concentrações de pessoas, a Polícia e integrantes da mílicia islâmica Basijn expulsavam aqueles que chegavam ao local.

Um grupo de aproximadamente cem pessoas que tentava deixar a praça pelo lado sul foi disperso pelas autoridades e por milicianos Basij. EFE msh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG