Polícia tailandesa mobilizará 800 agentes contra distúrbios no Parlamento

Bangcoc, 14 dez (EFE).- A Polícia tailandesa mobilizará cerca de 800 agentes amanhã em torno do Parlamento, onde está prevista a eleição de um novo primeiro-ministro, diante da possibilidade de confrontos entre simpatizantes e críticos do atual Governo.

EFE |

Segundo o delegado da Polícia de Bangcoc, general Suchart Muankaew, quatro companhias - de cerca de 100 agentes - começaram a tomar posições hoje tanto dentro quanto nos arredores do Parlamento.

Os outros agentes se encontram em estado de alerta nos quartéis, mas à disposição para intervir rapidamente, caso seja necessário, explicou o comando policial.

Muankaew se mostrou confiante de que não ocorrerão confrontos amanhã, mas acrescentou que espera-se que se reúnam simpatizantes de ambos os lados para apoiar seus candidatos, o que poderia dar lugar a distúrbios.

Os parlamentares tailandeses deverão escolher amanhã entre o candidato do Governo, o ex-diretor da Polícia da Tailândia e líder do Partido Patriótico, Pracha Promnok, e o candidato do Partido Democrata, na oposição, Abhisit Vejjajiva.

Promnok aceitou ser o candidato a primeiro-ministro do Partido dos Tailandeses, o que tem maior número de deputados no Parlamento.

O Partido dos Tailandeses, fundado em setembro, recebeu a maior parte dos deputados do governante Partido do Poder do Povo (PPP), quando este foi dissolvido pelo Tribunal Constitucional no último dia 2, após considerá-lo culpado de fraude eleitoral.

O tribunal também dissolveu pela mesma acusação outros partidos e inabilitou para desempenhar cargos públicos membros das legendas, incluindo o então primeiro-ministro Somchai Wongsawat. EFE grc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG