Polícia russa procura três cúmplices de terroristas suicidas

As forças de segurança russas procuram por três cúmplices das duas mulheres que fizeram um ataque suicida nesta segunda-feira no metrô de Moscou. Segundo fontes policiais, pelo menos 38 pessoas morreram.

iG São Paulo |


O Serviço Federal de Segurança (FSB) afirmou que os dois atentados foram promovidos por grupos terroristas do Norte do Cáucaso e protagonizados pelas mulheres.

Os peritos e criminalistas encontraram as cabeças e outras partes dos corpos das duas terroristas suicidas e ainda esperam identificá-las, afirmaram fontes militares às agências russas.

Os agentes de segurança procuram outras duas mulheres de origem eslava que foram filmadas pelas câmaras de segurança acompanhando as suicidas até a entrada do metrô.

Além disso, também se procura um homem, de 1,80 metro de altura e cerca de 30 anos de idade, que pode estar relacionado ao atentado.

Reuters
Paramédicos conversam com sobrevivente de explosão perto da saída do metrô Park Kultury

Paramédicos conversam com sobrevivente de explosão

O site "Lifenews" afirma que duas ou três mulheres muçulmanas suspeitas foram vistas na estação Lubyanka pouco antes do atentado. Uma delas teria se ajoelhado para rezar.

Algumas versões afirmam que a polícia tinha conhecimento prévio sobre o ataque. Um internauta afirmou ter ouvido um agente da polícia dizer a uma funcionária do metrô que "houve explosões em duas estações" e que eram prometidas "outras três".

Várias testemunhas contaram que, no sábado passado, houve batidas policiais e controles de documentação na mesma linha de metrô, perto da estação Lubyanka.

As explosões ocorreram nas estações de metrô Lubyanka e Park Kultury, no centro de Moscou, com um intervalo de menos de uma hora.

Com EFE

Leia também:

Leia mais sobre Rússia

    Leia tudo sobre: rússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG