Polícia revisa para um e não seis o número de mortos em atentado no Paquistão

O atentado cometido nesta quinta-feira quando um homem-bomba jogou sua moto carregada de explosivos contra um ônibus de funcionários governamentais em Rawalpindi, um subúrbio militar de Islamabad, deixou um morto e não seis, segundo balanço corrigido pela polícia paquistanesa.

AFP |

"Antes tínhamos informes sem confirmação de 5 a 6 mortos na explosão. Depois de verificar nos hospitais, confirmamos um morto e 29 feridos, cinco deles em estado crítico", afirmou o chefe da polícia de Rawalpindi, Nasir Durrani.

"O ônibus tinha de 25 a 30 membros de um departamento governamental e o motociclista avançou contra o tanque de combustível", informou ainda.

O Paquistão é sacudido por uma onda de atentados, em sua maior parte suicidas, que deixaram pelo menos 2.000 mortos nos últimos dois anos.

Os ataques são executados em sua maioria por talibãs aliados da rede Al-Qaeda, contra os quais o Exército lançou uma ofensiva no noroeste do país.

mmg-jm/fp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG