Polícia retém jornalista da Efe durante horas em hotel em Honduras

Tegucigalpa, 12 jul (EFE).- Pelo menos quatro jornalistas estrangeiros, entre eles um repórter da Agência Efe, foram retidos hoje por várias horas em um hotel de Tegucigalpa pela Polícia de Honduras, devido a ordens do controle de imigração, disse um oficial da operação.

EFE |

O grupo de jornalistas estrangeiros foi impedido de sair hoje do hotel até as 08h (11h, horário de Brasília), sem mais explicações. O motivo alegado foi que eles eram supostamente obrigados a esperar a chegada de "autoridades do controle de imigração".

Os oficiais não apareceram e a Polícia liberou os jornalistas às 09h (12h, horário de Brasília).

O incidente foi registrado depois que, ontem à noite, vários jornalistas da cadeia "Telesur" e do canal estatal "Venezolana de Televisión" fossem detidos temporariamente por policiais, três deles quando entravam no hotel, segundo informou um membro da cadeia pública venezuelana.

O secretário da embaixada da Venezuela em Tegucigalpa, Ariel Vargas, disse à agência Efe que vários membros da Polícia estavam no hotel e que não deixavam os jornalistas saírem.

O secretário de Imprensa da Presidência, René Zepeda, disse à Efe que desconhece os motivos pelos quais a saída dos jornalistas foi impedida e falou com funcionários da Direção de Imigração "para que os liberasse".

Zepeda assegurou que o novo presidente hondurenho, Roberto Micheletti, designado ao cargo pelo Parlamento depois do golpe militar contra Zelaya, no dia 28 de junho, "respeita a liberdade de imprensa". EFE lb-gr/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG