Polícia prende três homens depois de alerta de bomba em Heathrow

A polícia britânica prendeu três homens em um avião no aeroporto de Heathrow, em Londres, na sexta-feira à noite, suspeitos de ameaçar a tripulação com uma bomba. Policiais armados entraram no avião da Emirates, que iria seguir para Dubai, depois de ameaças verbais.

BBC Brasil |

A polícia de Londres disse que os três suspeitos, de 58 anos, 48 anos e 36 anos, estão presos.

O incidente ocorreu em meio à crescente tensão pela segurança nos aeroportos, depois da fracassada tentativa de explodir um avião que sobrevoava solo americano no Natal.

A polícia declarou ter sido chamada depois de uma "ameaça verbal".

"Eles foram presos sob suspeita de ameaçar soltar uma bomba", disse a polícia.

Agentes e cães farejadores realizaram buscas no avião após a prisão dos suspeitos, mas nenhuma substância perigosa foi encontrada. A nave levava 331 passageiros a bordo.

Partida atrasada
Os outros passageiros acabaram sendo retirados do avião e foram levados para um hotel onde passaram a noite. O vôo foi adiado para sábado à tarde.

"Depois de comentários feitos enquanto o voo EK004 se preparava para partir do aeroporto de Heathrow (na sexta-feira) à noite, a tripulação alertou a Metropolitan Police, que em seguida subiu a bordo do avião e prendeu três passageiros", informou a Emirates em um comunicado.

"A segurança de nossos passageiros está acima de tudo. Pedimos desculpas pela inconveniência."

A ameaça foi feita às 21h15 da sexta-feira, hora de Londres (19h15 no Brasil), quando o avião se preparava para levantar voo.

Acredita-se que os suspeitos eram britânicos que viajavam na classe econômica do avião.

Em voz baixa
Rylan Dobson, de 25 anos, estava sentado ao lado de um dos detidos no avião.

"Tive que retê-lo depois que as ameaças que ele fez passaram dos limites", disse ele à BBC.

"Ele parecia embriagado quando entrou no avião. Ele estava conversando consigo mesmo e ofendeu uma mulher sentada próxima a ele."

"A tripulação pediu a ele que moderasse o tom da linguagem. Foi aí que ele começou a ameaçar em voz baixa matar as pessoas."

"Ele falou sobre bombas e o quão fácil é explodir um avião. Primeiro para mim, depois para a passageira sentada perto e depois para todo mundo que quisesse ouvir."

Dobson disse que ficou "surpreso" quando os tripulantes pediram a ele que pusesse algemas plásticas no suspeito.

"Concordei porque estava sentado no corredor e ele estava detido ao meu lado."

"No início ele resistiu, mas depois se acalmou e a polícia levou-o embora."

    Leia tudo sobre: terrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG