O suspeito aparece juntamente com familiares do vereador Reynaldo Dagsa, que tirava uma fotografia de sua família no ano-novo

AP
Arnel Buenaflor, suspeito de matar Reynaldo Dagsa
A polícia das Filipinas prendeu nesta sexta-feira um homem suspeito de ter matado o político Reynaldo Dagsa em 1º de janeiro.

O homem, identificado como Arnel Buenaflor, seria o mesmo que aparece em uma foto tirada por Dagsa pouco antes de ser morto.

Dagsa, um vereador de um distrito da capital filipina, Manila, tirava uma foto de sua família no dia de ano-novo.

Sem perceber, ele também registrou o momento em que o atirador apontava a arma contra ele.

A foto foi tirada pouco depois da meia-noite de 1º de janeiro, em frente à sua casa, e mostra a esposa de Dagsa, sua filha e uma familiar idosa, além do suspeito.

Os disparos atingiram o vereador no antebraço e no peito. Ele chegou a ser levado para um hospital próximo, mas não resistiu aos ferimentos.

A família entregou a foto para a polícia, que já havia prendido outros dois suspeitos.

Segundo a polícia, no momento da prisão Buenaflor confessou ser o autor dos disparos.

Ele aguardava em liberdade um processo no qual é acusado de roubo, e teria assassinado Dagsa para se vingar de sua política contra o crime.

Reprodução de foto entregue à polícia pela família Dagsa mostra suposto assassino (atrás, à esq.) apontando sua arma contra político Reynaldo Dagsa
AFP
Reprodução de foto entregue à polícia pela família Dagsa mostra suposto assassino (atrás, à esq.) apontando sua arma contra político Reynaldo Dagsa

Com AP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.