Mais de 80 membros de gangues foram presos nesta quinta-feira em Los Angeles sob acusações de atentado contra a polícia e ataque a cidadãos negros em bairros do sul da Califórnia (oeste), na maior operação contra quadrilhas latinas na história dos Estados Unidos.

Segundo a procuradoria de Los Angeles, uma ampla operação das agências federais e locais, com o apoio de 1.400 agentes policiais, terminou com a prisão de 88 membros e aliados da gangue The Varrio Hawaiian Gardens.

A quadrilha era perseguida há anos por suas conhecidas brigas de rua com outras gangues e por atacar de forma sistemática moradores negros em bairros do sul de Los Angeles.

"Os cidadãos de Hawaiian Gardens foram testemunhas da intimidação, do fanatismo e da violência étnica em cada esquina durante décadas", disse Salvador Hernandez, assistente do diretor da polícia federal (FBI) de Los Angeles.

A operação desta quinta-feira, realizada pelo FBI, DEA e pelo Bureau de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos, teve como principal alvo membros da gangue que tinham acusações de porte ilegal de armas de fogo, drogas e outros delitos.

pb/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.