Segundo autoridades paquistanesas, atentados suicidas ocorreriam em mesquita e prédios do governo em Islamabad

Autoridades paquistanesas disseram nesta sexta-feira que a polícia impediu um ataque a bomba a uma mesquita e prédios do governo que ocorreriam na capital do país, Islamabad. Dois suspeitos foram presos.

De acordo com a polícia, um dos homens vestia um colete com explosivos e estava a caminho da um mesquita, onde realizaria um ataque suicida. Em interrogatório, o suspeitos disseram que ataques também aconteceriam em prédios do governo.

O ministro paquistanês do Interior, Rehman Malik, disse que as autprodades foram informadas sobre um possível ataque perto do Parlamento e reforçaram a segurança na área. "Tomamos todas as medidas necessárias sem causar pânico", afirmou.

Segundo Yamin, os suspeitos estão ligados ao Taleban do Waziristão do Sul, onde o Exército paquistanês enfrenta militantes desde o ano passado.

Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.