Manifestantes destruíram viatura da polícia, carros e depredaram lojas e bancos no centro de Toronto, no Canadá

A polícia de Toronto prendeu 480 pessoas durante os atos violentos que marcaram os protestos contra as reuniões de cúpula do G8 e do G20 durante o sábado no Canadá. As autoridades se preparam para enfrentar provavelmente mais distúrbios neste domingo.

Em um dos casos mais graves registrados no sábado, os manifestantes colocaram fogo em uma viatura da polícia. Pelo menos outros quatro carros também foram danificados durante os incidentes.  Lojas e bancos também foram danificados durante os protestos.

A polícia respondeu usando gás lacrimogêneo e bolas de borracha e informou estar pronta para reagir caso os protestos pacíficos previstos para domingo se tornem violentos. "Se alguma coisa explodir, como ocorreu ontem, vamos reagir em conformidade", disse a porta-voz da polícia, Michelle Murphy.

Não há informações sobre quantos teriam ficado feridos. Os participantes do ato denunciaram o custo da cúpula e pediram a adoção de medidas para favorecer os países mais pobres. Em entrevista, o prefeito de Toronto, David Miller, chamou de criminosos os manifestantes. "Não são ativistas, são criminosos", afirmou.

(*com informações da Reuters e AFP)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.