Polícia paquistanesa detém líder da Al Qaeda e 40 rebeldes

Islamabad, 25 jul (EFE) - O conselheiro do Interior paquistanês, Rahman Malik, afirmou hoje que 40 insurgentes, entre eles um líder da Al Qaeda, foram detidos na operação realizada na região tribal de Hangu (norte do Paquistão).

EFE |

Malik, citado pela emissora privada "Geo TV", acrescentou que os ataques suicidas nas províncias de Baluchistão e Sindh tinham chegado ao fim.

Nesta mesma manhã, oito reféns foram libertados pelos talibãs como gesto de boa vontade enquanto prosseguiam as negociações com o Governo em Hangu.

Entre os reféns libertados estavam um funcionário e dois trabalhadores da companhia elétrica Pesc, assim como um policial e dois empregados de bancos, segundo a "Geo".

O Exército deu por encerrada na quinta-feira uma operação que começou no dia 16 em Hangu na qual morreram pelo menos 20 insurgentes e outros 60 foram detidos.

Os talibãs locais se encontram atualmente em conversas com uma "jirga", ou conselho local, composto por 30 membros, que têm a missão de alcançar um acordo de paz entre os insurgentes e o Governo.

Em Hangu, unidades militares paquistanesas caíram no dia 12 em uma emboscada insurgente na qual morreram 17 membros das forças de segurança, o que originou a operação militar. EFE igb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG