Bogotá, 6 jun (EFE).- A senadora opositora colombiana Piedad Córdoba não assistiu na sexta-feira a um encontro pela paz no norte do país porque perdeu o avião, e não por ameaças ou porque faltaram condições de segurança, disse hoje a Polícia.

A "Rádio Caracol", que cita declarações do comandante da Polícia do departamento de Córdoba, Sergio López, afirmou que as autoridades tinham preparado um esquema de segurança para que a política estivesse em um congresso de paz no município de Cereté, onde falaria perante mais de 350 estudantes.

Na sexta-feira, fontes do movimento político de Córdoba disseram que a opositora tinha cancelado sua viagem advertida por organismos de segurança e perante ameaças.

Córdoba, que foi mediadora diante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para a libertação de 12 reféns dessa guerrilha no último ano e meio, devia assistir a um encontro pela paz em Cereté, cerca de 750 quilômetros ao noroeste de Bogotá.

Segundo os membros do Poder Cidadão, o movimento político da senadora, Córdoba foi advertida de "movimentos estranhos" em Cereté, e por isso sua viagem foi cancelada. EFE ocm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.