Sydney (Austrália), 15 jul (EFE).- A Justiça australiana anulou hoje os poderes especiais concedidos à Polícia durante a visita do papa Bento XVI, informaram fontes oficiais.

O tribunal do estado de Nova Gales do Sul aceitou o recurso apresentado pela Coalizão NoAlPapa, que convocou uma manifestação para protestar contra as posturas da Igreja Católica diante do homossexualismo, do aborto, da aids e dos métodos anticoncepcionais.

EFE mg/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.