Monterrey (México), 7 nov (EFE) - Quatro pessoas de uma mesma família, sendo três crianças, ficaram feridas hoje no norte do México após o carro no qual estavam ser alvejado por policiais que perseguiam criminosos. Os feridos são o pai da família e três filhos de 12, 6 e 2 anos, informou a Secretaria de Segurança do estado de Nuevo León, no norte do México, em cuja capital, Monterrey, aconteceram os fatos. A menina de 12 anos é a única em estado grave e foi visitada no hospital pelo secretário de Segurança de Nuevo León, Aldo Fasci Zuazua, que, ao deixar o local, afirmou que apresentará sua renúncia. O ataque ocorreu quando duas viaturas buscavam um carro vermelho no qual tinham fugido, minutos antes, criminosos que tentaram roubar uma loja na Colonia Roma, no sul dessa cidade, a terceira maior do México. As patrulhas se depararam com um veículo similar e abriram fogo com fuzis AR-15 e pistolas nove milímetros contra o automóvel no qual estava a família, aparentemente sem ter pedido que o carro parasse e se identificasse. É muito reprovável o que ocorreu, não tem justificativa, e, acredite em mim, dói muito, mas eu tenho que dar a cara. Tudo isto dói muito, porque eu tenho duas filhas, afirmou Fasci Zuazua.

"Eu sou o responsável por isso e tenho que dar a cara e enfrentá-lo", disse o secretário de Segurança.

Ele anunciou que os policiais envolvidos já foram afastados dos cargos e atualmente são investigados pelo Ministério Público. EFE jac/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.